segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Cuidados a ter na compra de uma casa

br />
A compra de uma habitação nova ou usada trata-se sempre um elevado investimento que merece toda a nossa atenção na fase de compra. Seja a habitação para viver ou para investimento há alguns cuidados que deve ter em atenção. Seguem-se abaixo alguns dos pontos mais importantes a observar.



Localização

A locazação pretendida para uma habitação depende de vários factores e sobretudo dos gostos em particular de quem a vai adquirir.

Locais centrais e bem servidos de transportes, de infraestruturas assim como de equipamentos (escolas, hospitais, correios, bombeiros, etc) têm tendencia a ser sempre muito procurados e com isso aumentar o valor da habitação. O que pode corresponder a um bom investimento.



Isolamento

Este é um ponto bastante importante pois vai influenciar fortemente a nossa sensação de conforto dentro da habitação. Esta informação pode ser consultada através da ficha técnica de habitação ou através de uma análise cuidada da habitação. As soluções construtivas utilizadas dão-nos a indicação do que devemos esperar em termos de isolamento. Convém que se informe com alguém que conheça alguma coisa de construção, se não for conhecedor dessa área.



Exposição Solar

A exposição solar é um factor muito importante a ter em conta uma vez que está directamente relacionado com a quantidade de luz natural existente na habitação. É esta luz que vai permitir poupar na nossa conta de electricidade pois estamos a prescindir de luz artificial (lâmpadas) e vai provocar uma sensação de maior conforto e alegria dos utilizadores.

O outro ponto importante tem a ver com a existência de uma fonte de calor, ou seja, o sol vai permitir aquecer a habitação enquanto a radiação estiver a incidir directamente.  Nos periodos de Verão poderá usar os estores para impedir a entrada do sol e consequetemente evitar o sobreaquecimento da habitação.

As habitações voltadas a Sul são as que se encontram mais previligiadas no que diz respeito à incidência do Sol, pois como é sabido o Sol nasce a Este e pôe-se a Oeste, dando a volta pelo lado Sul.

Envidraçados

Este ponto está relacionado com o anterior. Através das janelas permite-se a entrada do Sol. É através das janelas que vai ocorrer a entrada do Sol, portanto é sempre agradavel ter-se uma quantidade considerável de janelas.

No entanto, também é através das janelas que ocorrem as maiores perdas de calor (no inverno e à noite) pelo que deve dar-se preferência a sistemas equipados com vidros duplos e idealmente caixilharia com corte térmico.

Os materiais mais utilizados nas caixilharias são o aluminio, aluminio temolacado e PVC. Estes dois últimos minimizam as perdas de energia.



Aquecimento

O aquecimento central apresenta um grande conforto, normalmente utilizando uma caldeira a gás, a lenha ou outro combustível. Mantém a temperatura ambiente constante, sendo dos mais indicados para manter 24h, ou seja, permanentemente ligado durante o dia e a noite. O ar condicionado é um sistema que tem como vantagem funcionar para o aquecimento e o arrefecimento.

Existem uns aquecedores que aproveitam o preço mais ecónomico da energia electrica (através da tarifa bi-horária) em que ocorre a acumulação de calor nesses radiadores e posteriormente esse calor é libertado durante o dia.



Estado de conservação

Este é outro factor importante a ter em conta. Um imóvel com acamentos a seu gosto e em bom estado de conservação não lhe vai dar depesas extra em obras. A não ser que pretenda fazer alterações a seu gosto.

Quando se trata de habitações em mau estado de conservação deverá saber que irá gastar ainda algum dinheiro. Um simples pintura geral tem um custo.



Tente sempre informar-se do preço que está a ser praticado na zona, verificando várias habitações para assim perceber se está a fazer um bom negócio ou não.

Feita a análise destes pontos e de outros que não foram abordados poderá concluir se está perante uma boa oportunidade ou não? Atenção que há outros factores que se podem ter em conta para pagar um pouco mais do que o preço de mercado, como é o exemplo de uma habitação com valor sentimental, uma excelente localização que lhe poupa imenso em deslocações, etc.



Alguns sites onde pode pesquisar imóveis:




Casa Sapo

BPI Imobiliário

Remax

Era

Cuidados a ter na compra de uma casa

br />
A compra de uma habitação nova ou usada trata-se sempre um elevado investimento que merece toda a nossa atenção na fase de compra. Seja a habitação para viver ou para investimento há alguns cuidados que deve ter em atenção. Seguem-se abaixo alguns dos pontos mais importantes a observar.



Localização

A locazação pretendida para uma habitação depende de vários factores e sobretudo dos gostos em particular de quem a vai adquirir.

Locais centrais e bem servidos de transportes, de infraestruturas assim como de equipamentos (escolas, hospitais, correios, bombeiros, etc) têm tendencia a ser sempre muito procurados e com isso aumentar o valor da habitação. O que pode corresponder a um bom investimento.



Isolamento

Este é um ponto bastante importante pois vai influenciar fortemente a nossa sensação de conforto dentro da habitação. Esta informação pode ser consultada através da ficha técnica de habitação ou através de uma análise cuidada da habitação. As soluções construtivas utilizadas dão-nos a indicação do que devemos esperar em termos de isolamento. Convém que se informe com alguém que conheça alguma coisa de construção, se não for conhecedor dessa área.



Exposição Solar

A exposição solar é um factor muito importante a ter em conta uma vez que está directamente relacionado com a quantidade de luz natural existente na habitação. É esta luz que vai permitir poupar na nossa conta de electricidade pois estamos a prescindir de luz artificial (lâmpadas) e vai provocar uma sensação de maior conforto e alegria dos utilizadores.

O outro ponto importante tem a ver com a existência de uma fonte de calor, ou seja, o sol vai permitir aquecer a habitação enquanto a radiação estiver a incidir directamente.  Nos periodos de Verão poderá usar os estores para impedir a entrada do sol e consequetemente evitar o sobreaquecimento da habitação.

As habitações voltadas a Sul são as que se encontram mais previligiadas no que diz respeito à incidência do Sol, pois como é sabido o Sol nasce a Este e pôe-se a Oeste, dando a volta pelo lado Sul.

Envidraçados

Este ponto está relacionado com o anterior. Através das janelas permite-se a entrada do Sol. É através das janelas que vai ocorrer a entrada do Sol, portanto é sempre agradavel ter-se uma quantidade considerável de janelas.

No entanto, também é através das janelas que ocorrem as maiores perdas de calor (no inverno e à noite) pelo que deve dar-se preferência a sistemas equipados com vidros duplos e idealmente caixilharia com corte térmico.

Os materiais mais utilizados nas caixilharias são o aluminio, aluminio temolacado e PVC. Estes dois últimos minimizam as perdas de energia.



Aquecimento

O aquecimento central apresenta um grande conforto, normalmente utilizando uma caldeira a gás, a lenha ou outro combustível. Mantém a temperatura ambiente constante, sendo dos mais indicados para manter 24h, ou seja, permanentemente ligado durante o dia e a noite. O ar condicionado é um sistema que tem como vantagem funcionar para o aquecimento e o arrefecimento.

Existem uns aquecedores que aproveitam o preço mais ecónomico da energia electrica (através da tarifa bi-horária) em que ocorre a acumulação de calor nesses radiadores e posteriormente esse calor é libertado durante o dia.



Estado de conservação

Este é outro factor importante a ter em conta. Um imóvel com acamentos a seu gosto e em bom estado de conservação não lhe vai dar depesas extra em obras. A não ser que pretenda fazer alterações a seu gosto.

Quando se trata de habitações em mau estado de conservação deverá saber que irá gastar ainda algum dinheiro. Um simples pintura geral tem um custo.



Tente sempre informar-se do preço que está a ser praticado na zona, verificando várias habitações para assim perceber se está a fazer um bom negócio ou não.

Feita a análise destes pontos e de outros que não foram abordados poderá concluir se está perante uma boa oportunidade ou não? Atenção que há outros factores que se podem ter em conta para pagar um pouco mais do que o preço de mercado, como é o exemplo de uma habitação com valor sentimental, uma excelente localização que lhe poupa imenso em deslocações, etc.



Alguns sites onde pode pesquisar imóveis:




Casa Sapo

BPI Imobiliário

Remax

Era

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Poupar no tarifário do telemóvel

 



 

O telemóvel é uma ferramenta da qual poucos de nós prescindimos. Dos mais dependentes aos menos dependentes a verdade é que com um telemóvel ao lado sentimo-nos mais seguros e podemos resolver com mais facilidade problemas que possam surgir. Portanto dificilmente a poupança passará por prescindir do mesmo.

Devemos então avaliar o nosso perfil de utilização de forma a escolher um tarifário que se adeque melhor às nossas necessidades e assim poupar uns quantos euros todos os meses. Tudo isto  somado ao final do ano podem ser mais de 100€ no seu bolso.

 

Pré-pago ou pos pago?

Os tarifários pós pagos  geralmente apresentam tarifas por minuto mais baixas que os pré pagos. Estes são os mais adequados para empresas e profissionais.
Normalmente, para nós comuns mortais o melhor mesmo é optar por taridários pré pagos onde conseguimos ter mais controle sobre os gastos.

 

Chamadas acessíveis dentro do grupo - moche/yorn/tag

Para quem envia muitos sms e fala muito para uma determinada comunidade (é o caso do moche na tmn, do yorn na vodafone e do tag na optimus) vale a pena optar por estes tarifários pois apresentam chamadas gratuitas dentro da comunidade e sms gratuitos dentro da rede.
Estes tarifários apresentam normalmente uma mensalidade ou um carregamento mensal obrigatório, o que pode ser desfavorável para quem faz uma utilização moderada do telefone. Confesso que utilizava um destes, mas devido aos carregamentos obrigatórios elevados optei por mudar para um que me obrigasse a gastar menos mensalmente.

 

Chamadas acessíveis para todas as redes

Se não envia muitos sms e fala sem distinção para diversas redes, os tarifários uzo (tmn) e vodafone directo (vodafone) apresentam-se bastante competitivos.
Estes são uma especie de tarifários low cost, onde  as chamadas têm custos iguais para todas as redes e a preços muito favoráveis.  Nestes tarifários as operadoras retiram alguns serviços extra, como é o caso da atribuição de pontos onde posteriormente se podem obter descontos em produtos e serviços. No meu ponto de vista tratam-se de serviços totalmente dispensáveis.
O phone-ix dos ctt é também um destes tarifários atrás referidos

 

Tarifários personalizados

Também é possível fazer tarifários à sua medida, com carregamento obrigatórios à medida do seu bolsa, faça uma simulação. Neste momento rendi-me a esta opção. Self Service na tmn e Online na vodafone.

 

Tarifários com pacotes de dados (internet)

Se por acaso tem um smartphone e faz utilização intensiva de internet também existem alguns tarifários destinados a estes. É uma questão de se procurar informação nos sites das operadoras.

 

E que tal fazer uma avaliação se realmente possui um tarifário ajustado às suas necessidades ou se pode começar já a poupar?

 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Sugestão prenda dia dos namorados

 


 

Está a chegar-se mais um dia dos namorados. Pessoalmente é uma data que não me diz muito mas não deixa de ser um dia marcante para todos os enamorados. Por vezes falta-nos alguma imaginação do que poderemos oferecer à nossa cara metade.

Mais do que oferecer algum objecto, que muitas vezes até é muito bem vindo prefiro oferecer uma experiência, um fim de semana fora ou um jantar especial. Parece-me a mim que estes momentos e sobretudo se passados a dois ficam na nossa memória durante muito mais tempo…

A vida é bela é uma empresa que se dedica à venda destes pacotes de experiencias que vão desde a aventura ao fim de semana romântico e cujos preços até são simpáticos.

Se por acaso a sua vida amorosa está parada não deixe de oferecer algo a si próprio de qualquer das formas.

Fica a sugestão...

 

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Erros comuns de investimento na bolsa



 

Escolher o perfil de investimento errado (conservativo vs agressivo)

Antes de investir devemos fazer as seguintes questões a nós próprios:

- Para que estou a investir? Qual o meu objectivo?

- Daqui a quanto tempo vou precisar do dinheiro?

- Qual o valor que estou disposto a investir?

Com base na resposta a estas questões deverá chegar ao seu perfil tipo, mais ou menos agressivo. O tempo até necessitarmos do investimento é muito importante nesta escolha, uma vez que quanto mais depressa necessitar do seu investimento mais conservador deve ser.

Se o seu objectivo é uma poupança para usar até dentro de dois anos o mais indicado é optar por depósitos a prazo (mais seguros), no caso de estar a querer assegurar uma poupança para a sua reforma já pode ter um perfil menos conservador (assumindo que se encontra a pelo menos 5 anos da reforma).

 

Perder o interesse no investimento

Como tudo na vida, ao inicio encontramo-nos muito motivados mas depois vamos perdendo a força… Aquelas poupanças que iriam ser destinadas ao investimento acabam por ser gastas no orçamento mensal e assim afastamo-nos dos nossos objectivos. Com o fenómeno da capitalização dos juros, uns simples 20€ investidos todos os meses são milhares de euros daqui a alguns anos. E então agora que se fala na insustentabilidade da segurança social… Vale a pena ir precavendo a nossa reforma!

 

Investir no que não conhecemos

Muitos de nós ainda investimos em empresas que desconhecemos totalmente, este é um erro frequente sobretudo quando estamos a começar. Investir em determinada empresa apenas porque alguém disse que tinha potencial, não é suficiente e pode sair-nos caro.

É impossível sabermos tudo acerca de uma empresa mas quanto mais informação tivermos melhor.

Com a internet temos a possibilidade de estudar as empresas com algum detalhe, acompanhar as notícias, etc. Tudo isso é importante para se minimizarem os erros.

 

Ignorância sobre investimento

Este é um dos erros mais graves de todos. Pouco ou nada  conhecer sobre investimento. Existem algumas regras básicas de que devemos estar conscientes.

 Os erros de investimento vão sendo minimizados com a nossa experiência e a verdade é que aprendemos com eles.  Convém portanto que se inicie com somas baixas uma vez que vai aprender por sua conta e com os seus erros.

É muito importante ter uma boa noção de como investir funciona. Para além da experiência que se vai adquirindo é importante conhecer os básicos sobre investimento. Recomenda-se alguma pesquisa da informação básica, através da internet ou de livros existentes no mercado.


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Bomba de combustivel low cost em Lisboa

 



 

Já abriu em Lisboa a primeira gasolineira Low Cost, que fica situada na zona do campo grande. Ora aí está uma boa notícia que nos permite poupar cerca de 10 cêntimos por litro face às bombas de marca. Num depósito de 50 litros são mais 5 € que ficam na carteira.

Dizem os responsáveis que a qualidade do combustível está garantida e no que toca à minha experiência posso dizer que nos últimos anos tenho abastecido sempre que possível nos postos dos supermercados Jumbo e até ao momento não tive qualquer tipo de problema no meu carro.

A bomba low cost da Rede Energia funciona 24 horas por dia e está prevista a abertura de outras num futuro próximo, nomeadamente na Parede (concelho de Cascais) onde está prevista a segunda abertura desta empresa.

Certamente que já todos percebemos o peso que os combustiveis têm na nossa carteira ao final do mês. Por muito que se procurem alternativas na utilização de outros tipos de transporte a verdade é que as viaturas particulares proporcionam uma grande comodidade e como tal recorremos muitas vezes ao seu uso. O preço dos cumbustíveis tem subido muito nos últimos anos e cada vez se torna um fardo mais pesado abastecer o nosso automóvel. Assim, convido-o a espreitar também como poupar em transportes e como poupar em combustíveis.

Para além destas bombas de combustível low cost, na zona de Lisboa também existem as bombas de combustível do Jumbo (Alfragide, Cascais, Alverca e Almada) onde também se pode abastecer com cerca de 10 cêntimos por litro de desconto, face à concorrência.

E que tal tornar-se fã da pagina do poupareinvestir no facebook e estar sempre a par das novidades?

 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Isenção das taxas moderadoras

 



 

Entrou em vigor a 1 de Janeiro deste ano o novo modelo de taxas moderadas sendo que decorre um período transitório até 15 de Abril de 2012. Até esta data assume-se que quem estava isento a 31 de Dezembro de 2011 mantém a isenção.

Quem estava isento no final do ano passado os serviços irão calcular a situação de insuficiência económica automaticamente e posteriormente informar os utentes até ao dia 29 de Fevereiro deste ano.

 

Quem está isento?

- Utentes com comprovada insuficiência económica e respectivo agregado familiar.

- Grávidas

- Crianças até aos 12 anos (inclusive)

- Utentes com grau de invalidez superior a 60%

- Doentes transplantados

- Militares e ex militares das forças armadas que em virtude do seu serviço se entrem incapacitados de forma permanente.

 

(apenas isenção nos cuidados de saúde primários)

- Dadores benévolos de sangue

- Dadores vivos de células, tecidos e órgãos

- Os bombeiros

 

Estou isento pelo critério de insuficiência económica?

Para ter direito à isenção tem de estar abrangido pelo critério de insuficiência económica. Isto consiste que o rendimento do seu agregado familiar a dividir pelo número de pessoas seja igual ou inferior a 628,83€ [1,5 vezes o valor do indexante de apoios sociais (IAS)]

 

Dados necessários para pedir a isenção

Para pedir a isenção das taxas moderadoras vai ter de fornecer nome, morada, data de nascimento, número de contribuinte, número de cartão de utente (cartão de saúde) e número de identificação da segurança social.

 

Verifique então a sua situação e no caso de estar abrangido por algum desdes critérios, poderá beneficiar desta ajuda. Calcula-se que sejam cerca de 5 milhões de beneficiários (aproximadamente metade da população portuguesa).