segunda-feira, 26 de março de 2012

Entrega do IRS 2011



 

 

Começa agora no inicio do mês de Abril a entrega da declaração de IRS referente ao ano de 2011 para trabalhadores por conta de outrém (a maioria de nós).

As deduções vão ser cortadas no próximo ano, no entanto, ainda há muita coisa em que podemos beneficiar este ano.

Quanto mais depressa entregar a sua declaração mais depressa será feito o reembolso. Isto para quem tem reembolso a receber

 

Como fazer a entrega?

Em papel num balcão das finanças ou através do site das finanças: Portal das Finanças

O processo é relativamente simples, sobretudo se tem poucas fontes de rendimento (apenas do trabalho independente). Pode sempre pedir a ajuda de alguém mais experiente ou então de um profissional, neste caso terá certamente de pagar. Mas se tem dúvidas pode de facto valer a pena o investimento.

 

Até quando entregar a declração de IRS?

Trabalhadores por conta de outrem e pensionistas: até ao final do mês de Abril pela internet (Março em papel)

Trabalhadores indepententes: até ao final do mês de Maio (Abril em papel)

 

Quais os rendimentos que não pagam imposto?

Subsídio de desemprego, rendimento social de inserção e subsídios a crianças e jovens (abono de família) são os mais comuns, existindo outras excepções.

 

Em que depesas posso fazer deduções?

Este é um dos campos que representa mais interesse para todos nós contribuintes pois permite-nos ser reembolsados de algumas despesas que fizemos durante o ano.

Educação: Pode deduzir 30% das despesas até ao limite de 760€. No caso de existirem três dependentes ou mais, acresce 142,50€ por cada um.

Saúde: Pode deduzir 30% das despesas isentas de IVA ou com taxa reduzida. E também 30% das depesas com taxa normal de IVA, com limite de 65€.

Pensões de Alimentos: Pode deduzir 20% das despesas até ao limite de 1048,05€ anuais.

Encargos com lares: 25% das despesas até ao limite de 403,75€, provenientes de rendas ou empréstimos.

 

Como faço para doar parte do imposto a uma instituição?

É possível “doar” parte do seu imposto a uma instituição de solidariedade. Designa-se por consignação de imposto e permite que 0,5% do seu imposto seja dado a uma instituição de solidariedade social. Para isso deve escolha a opção consignação de imposto, no quadro 9 do anexo H.

 

Quais são os anexos que existem?

Modelo 3 - Identifica a situação pessoal e familiar. Deve ser entregue por todos os contribuintes e acompanhado pelos respetivos anexos, se for preciso declarar rendimentos de outras categorias.

Anexo A - Trabalho dependente e pensões (todas as profissões exercidas porquem trabalha por conta de outrem)

Anexo B - Categoria B sem contabilidade organizada  (resultantesdo exercício de uma atividade comercial, industrial, agrícola) [Anexo C - Categoria B com contabilidade organizada ]

Anexo D  - Transparência fiscal e herança indivisa

Anexo E - Rendimentos de capitais (como é o caso dos juros e dividendos de acções)

Anexo F  - Rendimentos prediais (as rendas obtidas pelos senhorios por exemplo).

Anexo G - Mais-valias e outros incrementos patrimoniais (como é o caso do ganho obtido com a venda de uma casa).

Anexo H -  Benefícios fiscais e deduções. (deduções à colecta, por exemplo as despesas de saúde ou educação)

Anexo I - Herança indivisa

Anexo J - Rendimentos obtidos no estrangeiro

segunda-feira, 19 de março de 2012

Aluguer de carros low cost

 

fonte: http://www.cardekho.com


 

O automóvel é uma ferramenta essencial e que muitos de nós não prescindimos. Também o low cost já chegou aos autóveis e basta alguma pesquisa para podermos encontrar alguns carros de aluguer a excelentes preços.

Embora o sucessivo aumento dos combustiveis torne o transporte em viatura própria menos atrativo, por vezes é imprescindivel o aluguer de uma viatura. Tal acontece, por exemplo, quando o nosso carro se encontra no mecânico a ser reparado ou nos encontramos em viagem e necessitamos de uma viatura para nos deslocar.

Também o mercado automóvel se ajusta à crise vendo assim a sua margem de lucros diminuir como forma de captar mais clientes através desta redução de preços - o aluguer de carros low cost.

 

Quanto custa o aluguer?

Os preços variam em função de vários factores tais como a categoria do veículo, os seguros pretendidos, os quilómetros percorridos, o combustível da viatura, etc. É possível encontrar-se viaturas a partir de 7 euros por dia, no entanto, fazendo algumas pesquisas facilmente se chega à conclusão que esse valor é condicionado por alguns factores e restrições. No entanto com valores na ordem dos 12 a 15 euros é perfeitamente possível alugar uma viatura já com tudo o que é necessário incluído. (como é o caso do seguro).

 

Onde posso encontrar viaturas low cost?

Já existem algumas empresas a actuar no mercado, tais como:

Interrent - A interrent com estações em Lisboa, Porto, coimbra, Aveiro e Faro é uma das principais empresas a actuar em portugal. Esta é a única empresa da qual já ouvi falar bem.

Rentalcars - Existe em diversos países também com preços apartir dos 7 euros por dia

Netrent - Com estações nos Aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Madeira.

 

E você já alguma vez alugou? Tenho um amigo que sim e ficou bastante satisfeito com o serviço e claro com o preço. Não se sente diferença significativa entre este aluguer low cost de viaturas e o aluguer tradicional. Também se tratam de viaturas recentes ao contrário daquilo que se possa pensar.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Descontos em telemoveis

 

 

 



 

O telemóvel é uma daquelas coisas que nos acompanha no nosso dia a dia. Por uma razão ou por outra, mais cedo ou mais tarde vai ter de ser substituído.

A Vodafone e a TMN têm uma promoção às segundas feiras que nos permite adquirir telemóveis em promoção neste dia da semana. A promoção equivalente na Optimus ocorre às sextas feiras. Para conhecer basta clicar nos links abaixo apresentados.

Cada um de nós tem motivações diferentes para trocar de telemovel pelo que o mais correcto é sermos o mais racionais possíveis na adaptação das nossas necessidades e gostos àquilo que existe no mercado.

Este post tem como objectivo dar a conhecer esta promoção da Vodafone e da TMN onde são colocados telemóveis (e também outros acessórios) em promoção, praticando valores abaixo do valor normal de venda.

 

Telemóveis Vodafone em Promoção

Chama-se I love Mondays e tem telemoveis Vodafone em promoção.

 

Telemóveis TMN em promoção

Chama-se o Blue Day e trata-se da promoção equivalente à anterior mas na rede TMN.

 

Telemóveis Optimus em promoção

Chama-se Sextas Feiras explosivas e como o próprio nome indica, aplica-se à sexta feira.

 

 

Vá dando uma espreitadela e quem sabe não encontra algo que procura a um bom preço. Pode também dar uma espreitadela no artigo Poupar na compra de telemóvel e encontrará outras dicas. Aproveite para repensar o tarifário do seu telemóvel e verificar se pode poupar alguma coisa com Poupar no tarifário do Telemóvel

 

segunda-feira, 5 de março de 2012

Poupar levando marmita

 

 



 

A marmita é um recipiente onde se coloca comida, pelo que "levar a marmita" designa vulgarmente o acto de levar a nossa refeição para algum lado, como por exemplo para o trabalho.

Levar o almoço de casa para o trabalho está a tornar-se cada vez mais comum nos diversos estratos sociais. No caso dos que têm rendimentos mais baixos torna-se quase obrigatório pois permite uma grande poupança face a almoçar fora. Também há muitas pessoas com salários menos modestos a optar por esta modalidade. Comer de forma mais saudável, a comidade de não ter de se deslocar para almoçar fora e obviamente os beneficios económicos são algumas das principais vantagens de levar a marmita.

Pensar na nossa refeição dá-nos uma maior consciencia dos nossos habitos alimentares e assim permite-nos fazer algumas correcções no sentido de tornar os nosso hábitos alimentares mais saudáveis. Refeições mais saudáveis traduzem-se em mais saúde, mais bem estar e consequentemente mais alegria.

As idas ao supermercado é que se podem tornar mais frequentes...

 

Quanto posso poupar?

Tendo em conta que uma refeição económica num espaço destinado a refeições (restaurantes, refeitórios, cadeiras de comida rápida) tem um custo que dificilmente anda abaixo dos 6 euros, faz com que no final do mês tenha de dispensar 132€ para as suas refeições. Uma refeição feita em casa tem um custo que deve andar em torno dos 2€. Assim se levar marmita todos os dias para o trabalho poderá estar a poupar 88€ por mês (4€ por dia).

 

Escolha da marmita

Na escolha da marmita deve ter em conta que o recipiente apresente tamanho adequado, possa ir ao micro ondas e seja lavável na máquina da loiça. Qualquer tupperware faz a “festa” embora claro exista sempre modelos mais adequados do que outros. Claro que também depende dos gostos e necessidades de cada um.

Se a comida tiver de ser aquecida num fogão/forno ou numa “brasa” (o que já não é muito frequente) deverá ser utilizado um recipiente metálico. A utilização de um forno solar também pode ser um opção, no entanto com algumas dificuldades óbvias de utilização

 

Alguns cuidados

Os temperos e os molhos devem ser levados à parte e só no devem ser adicionados à comida quando se vai fazer a refeição.

 

Onde posso ver algumas refeições?

Através da internet ou leitura de alguns livros. Os seguintes blogs parecem-me interessantes:

Ratatui dos pobres

Minha marmita

Top Receitas




 

Parece-me que foram apresentados alguns argumentos para agirmos em busca de uma mudança de hábitos benéfica para a nossa saúde e para a nossa carteira. O que podemos querer melhor? Confesso que com este artigo espero também eu começar a levar marmita para o trabalho. Já tenho o recipiente, mas é verdade que custa um pouco vencer a rotina, mas nem que seja duas ou três vezes por semana já se faz alguma poupança e torna-se a alimentação mais saudável (evitando as recorrentes batatas fritas entre outros). Assim também se evitam as filas...