segunda-feira, 11 de junho de 2012

Activos e Passivos

Quando se trata das nossas finanças pessoais é muito importante identificar quais os nossos activos e quais os nossos passivos. Se estes estiverem bem identificados podemos ir reduzindo os nossos passivos (aquilo que nos tira dinheiro do bolso) e aumentar os nossos activos (aquilo que nos mete dinheiro no bolso).
Um activo financeiro é um recurso económico que tem valor, que traz lucro, dividendos ou qualquer outro tipo de renda. Um passivo é precisamente o contrário e pressupõe uma divida a um credor.
Existem activos financeiros (acções, obrigações, depósitos), activos intangíveis (patentes, direitos de autor) e activos tangíveis (imobiliário, arte).


Por exemplo, uma casa própria pode ser um activo ou um passivo. Se essa casa for para habitação própria é considerada um passivo pois terá custos, tais como impostos, condomínio, manutenção, etc. No entanto, se essa mesma casa estiver arrendada ela é considerada um activo para si, pois todos os meses recebe uma renda.
O exemplo anterior pode levantar algumas dúvidas uma vez que o mesmo bem pode ser considerado um activo ou um passivo.
Um dos segredos das pessoas mais ricas, ou financeiramente mais estáveis está no facto de procurarem sempre aumentar os seus activos e reduzir os seus passivos.

 

Exemplo de Activos


- Depósitos
- Imóveis
- Acções
- Ter um negócio que gere lucro



 

Exemplo de Passivos


- Empréstimo da casa, do carro, cartões de crédito, etc.

 

No livro Pai Rico, Pai Pobre o autor Robert Kiyosaki afirma que as pessoas se penalizam por constantemente aumentarem os seus passívos em vez de procurem os activos. Se tem interesse pelo tema do dinheiro e das finanças pessoais recomendo a leitura desse mesmo livro. Este pode ser facilmente obtido através de uma pesquisa nos motores de busca.

Sem comentários:

Enviar um comentário