segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Pagar com Dinheiro ou cartão?

Qual o método de pagamento mais indicado? Já muitos de nós nos confrontamos com esta questão... Usar dinheiro ou cartão para os nossos gastos do dia-a-dia é algo que não é exacto e varia com os gostos/necessidades de cada um. Qual dos métodos será mais aconselhado de modo a ter mais rigor nos seus gastos?

Creio que o método de pagamento mais indicado é diferente de pessoa para pessoa, pelo que não devemos generalizar, cada um deles apresenta vantagens e inconvenientes. No meu caso, prefiro utilizar o cartão de débito, pois é uma forma prática de pagamento e todos os meus gastos ficam registados. Como consigo ter bastante controlo nos meus gastos não sinto necessidade de pagar com dinheiro de forma a sentir aquele custo de ver o dinheiro a sair do bolso.

 



 

Vantagens do pagamento com cartão


- Existe um registo de todas as suas despesas que pode consultar através do extrato bancário

- Poupa em alguns gastos mais supérfluos por não dinheiro disponível, por exemplo, há de reparar que quando destroca uma nota rapidamente esta se gasta...

- Mais seguro, pois evita-se que possa perder dinheiro (perda ou roubo)

- É prático e cómodo, simplesmente ter um cartão na carteira em vez de umas quantas notas e/ou moedas.

- Possibilidade de usar crédito (algo que não recomendo)

 

Vantagens do pagamento com dinheiro


- Sente-se mais o dinheiro a sair do bolso, pelo menos acontece com algumas pessoas.

- O dinheiro é aceite em todos os estabelecimentos, algumas lojas sobretudo as mais tradicionais ainda não aceitam pagamento com cartão.

 

Agora veja em qual dos métodos se enquadra melhor e não se esqueça de fazer o registo das suas despesas diárias para assim ter uma noção clara de para onde está a ir o seu dinheiro e mais facilmente corrigir os seus gastos.

2 comentários:

  1. Bem, na minha ótica em termos de poupança o melhor método de pagamento será o pagamento em dinheiro, pode não ser tão seguro, mas quando acabam as compras essenciais e o dinheiro que temos na carteira não existe a tentação de comprar mais aquela blusa ou camisa pois o dinheiro não estica e quanto ao cartão fica mais difícil de precaver e regular gastos, é muito intemporal e desde que exista saldo temos um "poço sem fundo" muito tentador para aplicar naquelas calças da montra X.

    Isto falando em termos de poupança e regulação de gastos e orçamento é claro, em termos de segurança sugeria o cartão embora hoje em dia com os assaltantes modernos qualquer roubo de cartão multibanco ou crédito em poucas horas poderá tornar-se num desfalque bancário de enormes proporções caso o desaparecimento do mesmo não seja notado de imediato e alertadas as entidades competentes para reaver o mesmo ou proceder ao cancelamento da atividade deste.

    Em todo o caso, desde que tenha uma boa quantia comigo qualquer um me satisfaz, mas de fato prefiro o dinheiro para não apanhar sustos no extrato bancário nas cartas mensais.

    Cumprimentos e resto de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar