quarta-feira, 2 de abril de 2014

Enfrentar o desemprego

O desemprego é sempre visto como uma notícia terrível, no entanto há muitas oportunidades nesta época da vida. Há que manter o pensamento positivo e aproveitar o tempo que tem. Está então na altura de ir à procura de emprego e de fazer muito mais.

É importante que na fase de desemprego em que os seus rendimentos diminuem possa reduzir os seus gastos mensais. Cortar em assinaturas mensais, se tiver dois carros pondere “encostar” um deles, opte por exemplo por uma scooter 125 para se deslocar.

Como aproveitar o tempo


Há muitas coisas que gostava de ter feito enquanto trabalhava longas horas por dia e que agora tem a oportunidade de fazer.

- Arranje uma agenda. O tempo a mais deixa-nos preguiçosos e acabamos por não fazer nada do que devíamos. Dedique um tempo do seu dia para anúncio/ ofertas de emprego.

- Faça voluntariado. É bom manter o contacto com outras pessoas e nada melhor do que ajudar os outros para nos sentirmos melhor connosco próprios.

- fazer exercício físico – caminhada, corrida, andar de bicleta…

- dedicar mais tempo à sua família

- dedicar-se aos seus hobbys e quem sabe até mesmo retirar alguns proveitos, como por exemplo vendendo o seu trabalho

- Encontre-se com outros amigos seus desempregados e troquem ideias.

Negócio próprio


Muitas vezes do seu desemprego pode nascer o seu negócio próprio. Existem oportunidades e nesta fase os riscos são menos uma vez que não tem tempo para se dedicar ao mesmo.

Todas estas ideias devem ser discutidas com amigos seus empreendedores, pessoas com gostos em comum, etc. Leia muito sobre empreendedorismo e ideias de negócio. Inscreva-se em concursos, workshops, etc.

  Os primeiros passos a dar


- A primeira coisa a fazer é inscrever-se no centro de emprego da sua área de residência e conhecer os seus direitos. Um desempregado tem direito a descontos na tarifa de água, isenção de taxas moderadoras e outras. Convém informar-se no centro de emprego.

- Inscreva-se em formações. Procure fazer as formações que gostaria de ter feito e nunca teve tempo. Também o centro de emprego oferece muitas formações financiadas e úteis.

- Entre em contacto com os seus conhecidos, amigos, familiares e ex-colegas/ex-chefes e tente saber se existem oportunidades. Esta é a via mais fácil para arranjar emprego.

- Actualize o seu CV e peça ajuda para o mesmo e carta de apresentação. Por vezes é necessário adaptar o CV a cada oferta de emprego e o mesmo para a carta de apresentação.

Fundamental no desemprego


Não fique triste e não fique parado. O bem mais precioso que temos é o nosso tempo e esse não pode ser desperdiçado. Boa sorte!

Sem comentários:

Enviar um comentário